Pesquisa Autores | Resultados | Ficha


SANTOS, Manuel dos
Se os dados referentes à vida e actividade de Manuel dos Santos continuam a ser bastante reduzidos, o conjunto das obras que, a partir dos cinco [seis] núcleos assinados ou documentados, lhe tem vindo a ser atribuído pode ser considerado bastante consistente e bem revelador da sólida formação deste pintor. Não se sabe onde vivia, com quem privava nem quando ou onde nasceu e morreu. Ayres de Carvalho (Novas revelações para a história do barroco [...], p. 55) supôs que era espanhol, tendo referenciado vários documentos relativos a um pintor designado como D. Manuel dos Santos . Todavia, José Meco [O pintor de azulejos Manuel dos Santos [...], p. 79] discorda desta possibilidade por considerar que o pintor espanhol apenas integrou a Irmandade de São Lucas em 1715, uma data tardia face à cronologia de actividade conhecida do pintor de azulejos e por ter localizado nos livros da mesma Irmandade um outro Manuel dos Santos, com entrada em 1702, o que tornaria mais verosímil identificar o pintor de azulejo como este último.É possível que tenha aprendido e trabalhado com Gabriel del Barco, Mestre P.M.P. ou com António de Oliveira Bernardes , tendo concluído a sua actividade pictórica cerca de 1725-30 [MECO - O pintor de azulejos Manuel dos Santos [...], p. 79]. [RSC]

Especialização: Pintor


Cronologia

- 1700-00-00 | 1710-00-00 [Revestimento cerâmico - assinado]
Évora, Convento do Espinheiro, Capela do Senhor Morto

Notas: Assinatura inédita identificada por Rosário Salema de Carvalho. Ver http://redeazulejo.fl.ul.pt/noticias,2,593.aspx

- 1706-00-00 [Revestimento cerâmico - documentado]
Estremoz, Convento dos Congregados de Estremoz, Capela do Arcebispo (Robert C. SMITH, Some Lisbon Tiles [...], pp. 1-17)

Notas: Os detalhes desta obra são conhecidos pelas investigações de Túlio Espanca (Miscelânea Alentejana [...], p. 90) que revela terem sido contabilizados 1470 azulejos depois de verificadas as medidas do espaço, sendo que Manuel dos Santos cobrava 17.000 réis o milheiro de azulejo pintado. A obra deverá ter agradado pois o pintor recebeu ainda de gratificação 2.400 réis. Os azulejos foram transportados por barco e em mariolas. Sabe-se ainda que os azulejos foram cortados em Lisboa por Brás Barradas, por cuja tarefa cobrou 4.500 réis.

- 1709-00-00 [Revestimento cerâmico - documentado]
Lisboa, Palácio Azevedo Coutinho, escadaria

Notas: Este documento revela que com ele colaborava um filho de nome Joaquim que, por vezes, recebia as moedas que lhe eram devidas em pagamento. Os azulejos foram fornecidos pelo oleiro Miguel de Azevedo e assentes por José da Costa, azulejador (Arquivo Particular da família Azevedo Coutinho, Cx. 5. Documento mencionado por Jorge Brito e Abreu num Encontro sobre Preservação e Tratamento do Azulejo, promovido a 11 e 12 de Março de 1988 pela Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, numa comunicação intitulada "Restauro e Investigação histórica em Azulejo")

- 1723-00-00 [Revestimento cerâmico - assinado]
Olivença, Igreja da Misericórdia

- Não datado [Revestimento cerâmico - assinado]
Lisboa, Igreja do Beato, dependência

Notas: Com duas assinaturas (ATAÍDE - Igreja paroquial de São Bartolomeu do Beato. Monumentos e Edifícios Notáveis [...], pp. 132-134)

- Não datado [Revestimento cerâmico - assinado]
Lisboa, Sé, painel do transepto [paradeiro desconhecido]


Obras neste inventário
Painel de azulejos representando cena agrícola e de pastoreio
(Edifício no Largo de São Mamede, n.º 7, Lisboa)
Pintor, Atribuído, painel 1 - [1979] MECO - Azulejos de Gabriel del Barco [...], p. 117, nota 58; [1980] MECO - O pintor de azulejos Manuel dos Santos [...], p. 110


Revestimento cerâmico do arco triunfal e da capela-mor
(Igreja de São Tiago e São Mateus / Matriz do Sardoal, Sardoal)
Pintor, Atribuído - [1975] SMITH - Some Lisbon Tiles [...], p. 1; [1979] SIMÕES - Azulejaria em Portugal no século XVIII, p. 355, é o pintor que o autor pretende referir ao mencionar o pintor desconhecido das capelas-mores das igrejas franciscanas de Ponta Delgada e Faial; [1979] MECO - O pintor de azulejos Gabriel del Barco [...], p. 66 e p. 117, nota 58; [1980] MECO - O pintor de azulejos Manuel dos Santos [...], p. 103 e ss.; [1989] MECO - Manuel dos Santos [...], p. 437; [1986] MECO - O azulejo em Portugal, p. 220; [2003] SERRÃO - O Barroco [...], p. 123 e 212; [2009] MECO - Azulejo [...], p. 127; [2010] MECO - A Azulejaria no Mosteiro de São Vicente [...], p. 241


Revestimento cerâmico da Capela do Senhor Morto
(Igreja de Nossa Senhora do Espinheiro)
Pintor, Assinado - parede 1, secção 2


Revestimento cerâmico da Capela do Arcebispo
(Câmara Municipal / Antigo Convento dos Congregados, Estremoz)
Pintor, Documentado - [1968] ESPANCA - Miscelânea Alentejana [...], p. 91




Referências Bibliográfias - Monografias


Referências Bibliográfias - Periódicos


Outros autores relacionados

- AZEVEDO, Miguel de
Tipo de relação: Oleiro / pintor

- BARRADAS, Brás
Tipo de relação: Ladrilhador / Pintor

- COSTA, José da
Tipo de relação: Ladrilhador / Pintor