Igreja e Hospital da Misericórdia de Viana do Castelo [Viana do Castelo]


Visualização Hierárquica

Número:
VC_VC_IgM

Designação:
Igreja e Hospital da Misericórdia de Viana do Castelo

Tipologia:
Arquitectura religiosa\Igreja

Descrição:
O edifício da Misericórdia de Viana do Castelo, inicialmente composto por capela e casa, começou a ser construído em 1526, cinco anos após a fundação da própria Irmandade, em 1521. As obras estariam concluídas em 1535, mas a inexistência de um hospital próprio acabou por ditar a sua mudança para o centro da vila, no local onde hoje o conhecemos. A edificação do novo templo e do hospital anexo, este sob projecto de João Lopes, o Moço, decorreu a partir da década de 1580, encontrando-se terminada em 1594 (Oliveira - A Arquitectura de granito [...], p. 132-134). O Hospital, com a sua monumental fachada dividida em três níveis, com loggia e varandas decoradas por cariátides, medalhões, bustos, Hermes, entre outros motivos, inspira-se directamente em modelos do Norte da Europa. O templo, com entrada lateral, é mais tardio, pois no início do século XVIII (1714) o estado de ruína em que se encontrava obrigou "a dar princípio à nova obra", cujo projecto ficou a cargo de Manuel Pinto de Vila Lobos. A Igreja de Misericórdia de Viana do Castelo que hoje conhecemos, e que evoca a totalidade artística própria do barroco, conjugando azulejo, pintura e talha dourada, resulta de uma intervenção que remonta a 1714, ano em que a Mesa discutia necessidade de reconstrução do templo, até à sua efectivação em 1716, e terminando nas sucessivas campanhas decorativas, concluídas em 1722, ainda que o douramento da tribuna tivesse ocorrido apenas na década de 1730.


Disposições Legais:
- MN Monumento Nacional | Decreto de 16-06-1910, DG n.º 136 | 1910-06-23 | ZEP, Portaria, DG, 2.ª série, n.º 149 de 27 de Junho de 1973


Google Maps:



Link do Imóvel no Site do IHRU


Cronologia

- 1580-00-00 | 1630-00-00 | Cerâmica\Século XVII\Primeira metade\Enxaquetado [Revestimento - galilé e lanternim da capela-mor]
Atribuído | Deverá corresponder ao azulejo retirado da igreja e assente em 1720 (ARAÚJO - A Igreja da Santa Casa [...], p. 36)


- 1640-00-00 | Cerâmica\Século XVII\Primeira metade [Revestimento - sacristia]
Documentado


- 0000-00-00 | Cerâmica\Século XVII [Revestimento - igreja]
Documentado - documentação refere a existência de azulejos


- 1719-00-00 | 1721-00-00 | Cerâmica\Século XVIII\Primeira metade\Ciclo dos Mestres [Revestimento - nave e capela-mor]
Documentado



Bibliografia - Monografias


Inventariante
- Rosário Salema de Carvalho (2014-06-09, Inserção da ficha)