Capela-mor
Igreja e Hospital da Misericórdia de Viana do Castelo
[Viana do Castelo]


Visualização Hierárquica

Número:
VC_VC_IgM02

Designação:
Capela-mor

Projecto:
teseD(RSC) - A pintura do azulejo em Portugal [1675-1725]

Descrição:
Concluída a obra de arquitectura no início do verão de 1718, logo em Setembro do mesmo ano foi acordada a obra do retábulo-mor e as respectivas imagens, da autoria de Ambrósio Coelho, de acordo com apontamentos e riscos escolhidos pelo provedor e irmãos, entre dois disponíveis. O revestimento de azulejos da capela-mor inscreve-se na mesma campanha dos azulejos da nave, dirigida pelo ladrilhador Manuel Borges. Muito embora esteja assinado, o debate em torno das autorias mantém-se, corroborado pelo facto de a própria assinatura de Policarpo de Oliveira Bernardes, presente apenas nos azulejos correspondentes à última encomenda de azulejos, não fazer parte do plano inicial. Já em Agosto de 1722, o pintor Manuel Gomes que trabalhava no tecto da nave, executou a pedra da cúpula da capela-mor. Existe ainda um outro documento, uma carta dirigida a José da Silva Paz, um Coronel Engenheiro que vivia em Lisboa, que era o contacto da Misericórdia na capital do reino e a quem coube a escolha da oficina dos Oliveira Bernardes. Nesta carta, entregue por Manuel Borges, a Misericórdia pedia-lhe um painel para a boca da tribuna, que deverá corresponder ao que hoje conhecemos,representando a Última Ceias e assinado por António de Oliveira Bernardes e que deverá ter sido executado já depois da aplicação dos azulejos.


Bibliografia - Monografias


Inventariante
- Rosário Salema de Carvalho (2014-06-06, Inserção da ficha)